segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Razão ou emoção?

É tão complicado quando estamos ansiosamente querendo fazer uma coisa na qual sabemos que é o que desejamos , até mesmo nos imaginamos lá realizando tal coisa e chegamos a sentir o gosto da satisfação e quando estamos lá, praticamente atuante naquela decisão, vem aquele velho pensamento: será que isso é o certo?Este velho amigo que nos confunde tanto se chama razão. Nossa aí é duro!!!!Conflitos de pensamentos e deduções na certa.
Quando isso ocorre trabalhamos basicamente no "e se...". E se não der certo?E se eu sofrer? E se eu me arrepender?
Por mais radical e aventureira que uma pessoa seja, não creio que nunca tenha vivenciado esse conflito.E ninguém nessa face da Terra pode resolver essa questão que não seja nós mesmos.
Apesar de me enquadrar bastante ná pessoa racional, já tive meus momentos de emoções e creio que seria mais feliz se esses momentos fossem mais constantes em minha vida, porque se eu for colocar na balança certamente já me arrependi muito mais do que deixei de fazer do que das coisas que já fiz.
Na verdade, a emoção é o diferencial da espécie humana em relação aos outros animais e por mais que tentamos, não conseguimos de forma alguma deixa-la de lado. Se isso acontecesse, deixaríamos a nossa condição humana e passaríamos a agir apenas por instinto.
Seria perfeito se conseguíssemos um equílbrio entre ambos, mas a tendência sempre oscila mais para um deles. E nesse momento depende muito de qul pesará mais.





Nenhum comentário: