quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

KELLY MACHADO EMAGRECEU 50 KLS



Inicio o post de hoje com essa belíssima transformação e com a certeza de que é possível e que eu preciso acreditar em mim e crer que não está muito longe de alcançar o meu objetivo.
Esse depoimento mostra cada vez mais em o quanto o excesso de gordura prejudica a vida de uma pessoa, não apenas para fins estéticos, mas em relação ao condicionamento físico e à saúde principalmente.
Parabéns a essa mulher lindíssima que alcançou seu objetivo e o meu muito obrigada por compartilhar essa vitoriosa transformação.

ENQUANTO ISSO...

Iniciei ontem a academia, com muita garra, força e determinação. Não estou dolorida, mas muito cansada, pois dei muita sorte em pegar um instrutor bem centrado, atencioso e dinâmico e isso favorece demais. Não sei se hoje aguentarei o pique de ontem, mas faltar?? NEM PENSAR!!

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Boas mudanças...

Estou tão feliz!!!! Não, eu não emagreci um monte tanto quanto queria, mas tenho me sentido tão disposta e com aquela vontade, esquecida, de cuidar de mim.
Tenho feito as coisas certas, sabe e quando uma vontade absurda de comer algo que foge das expectativas vem, não me reprimo e como com muita consciência.
Caminhadas pela rua definitivamente não é minha praia, então não vou me cobrar, ou impor algo para ser feito; decidi que a academia é a melhor saída mesmo e hoje, aliás daqui a pouquinho partirei para lá e assim será minha rotina, a noite. ACADEMIA, SUOR E METABOLISMO CONTRIBUINDO!
Estou fazendo uma pesquisa para comprar uma balança digital, pois ficar pesando em farmácia não me traz muita segurança e na academia confesso que fico com vergonha. Eu seeeeei, sou bem resolvida, mas me sinto constrangida em ficar pelando o saco do instrutor e fico imaginando o pensamento dele: "Lá vai a gorda desesperada ver as gramas perdidas"(risos) tudo bem é dramático, mas é real!
Agora sou membro de um grupo fechado no face que tenho achado muito bacana e tem me ajudado muito, quem quiser é só conferir:AQUI

MUDANÇA FAZ BEM...


Tenho sentido uma pequena mudança, ultimamente, em mim; e isso está contribuindo cada vez mais para fazer ressurgir uma grande mulher que até eu mesma havia esquecido que existia em mim.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Estar em casa no final de semana sem dúvida nos dá muito mais controle na alimentação.
Tudo tranquilo hoje, muito empolgada e com força. Não posso mais desanimar, preciso me concentrar e entender em todos os sub conscientes que possam existir que assim é muito melhor para mim.
Livre da gula e olho grande.
Me pesarei amanhã no final da tarde e estarei providenciando uma balança digital para acompanhar melhor.
**Pra frente e avante!!**

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Eu vou seguir - Marina Elali



Não é necessário falar mais nada, só ouvir e se inspirar...FORÇA, DETERMINAÇÃO E DISCIPLINA!

Projeto para hoje

Vai rolar uma caminhada...


(Acabou nem rolando caminhada até hoje 28/02,definitivamente não me empolgo em caminhar na rua...ACADEMIA JÁ!!)

:)

Nada como um bom exemplo para levantar o estímulo...

Preciso muito estar vendo exemplos como dessa matéria, constantemente, para que eu possa acreditar que é possível e que basta eu ter força de vontade para também conseguir.

Ficou linda...

ENFERMEIRA DE MG EMAGRECE 41 Kg APÓS DESISTIR DE CIRURGIA E REMÉDIOS



Beatriz Quirino, de 22 anos, tem feito reeducação alimentar e exercícios.
Jovem passou de 106 kg para 65 kg em 6 meses, e ainda quer perder 5 kg.

Luna D'AlamaDo G1, em São Paulo

34 comentários

Após anos de tentativas frustradas para emagrecer, que incluíram moderadores de apetite, consultas a nutricionistas, endocrinologistas, psicólogos, médicos ortomoleculares e terapias holísticas, além de exames para fazer uma cirurgia de redução de estômago, a enfermeira Beatriz Quirino, de 22 anos, eliminou 41 kg com reeducação alimentar e exercícios físicos.

“Meus pais sempre foram contra a operação bariátrica, pois conheciam casos de pessoas que tiveram depressão, passavam mal ou vomitavam ao comer. Quem faz tem muita coragem e merece respeito, mas, sem o apoio da minha família, não tive coragem”, conta a mineira de Belo Horizonte.

Beatriz antes e depois (Foto: Arquivo pessoal)Imagem à esquerda mostra Beatriz em junho de 2010, com 99 kg - depois ela ainda ganhou 7 kg - e em janeiro deste ano, com 65 kg, após 6 meses de reeducação alimentar e exercícios (Foto: Arquivo pessoal)

Foi no mesmo mês, em agosto de 2011, que Beatriz aproveitou que uma tia tinha marcado consulta com uma nutróloga, mas não poderia ir, e foi no lugar dela. No entanto, ela não acreditava que conseguiria sair do patamar dos 106 kg.

"Lá, fiz um exame chamado bioimpedância, que mediu a quantidade de ossos, músculos, gordura e água no meu corpo. Tinha 58% de gordura. A conversa durou uma hora e meia e quis 'estrangular' a médica, por tanto terrorismo sobre os malefícios da obesidade”, lembra. Atualmente, seu percentual de gordura está em 39,5%, e quer chegar aos 30% – o normal é entre 18% e 28%.

A nutróloga recomendou um programa alimentar que previa refeições menores e mais frequentes, muitas fibras, água e caminhadas leves. Foi então que a enfermeira trocou os biscoitos recheados, salgadinhos, refrigerante e fast food por frutas, iogurtes, barrinhas de cereais e legumes como brócolis, couve-flor, abóbora e cenoura no vapor, já que não gosta de salada.

“Também diminuí a carne vermelha de sete para uma vez por semana e aumentei a ingestão de água de 200 ml para 1,5 litro por dia. A acne sumiu da minha pele, e o intestino que era preguiçoso e funcionava uma vez por semana, muitas vezes à base de laxante, hoje está bem regulado”, compara Beatriz.

A acne sumiu da minha pele, e o intestino que era preguiçoso (...), hoje está bem regulado"
Beatriz Quirino

Para se manter na linha, a mineira comprou uma bolsa térmica onde coloca tudo o que vai comer durante o período em que estiver fora de casa. Além disso, programa o celular para despertar a cada 2h, para não ficar com a barriga vazia nem sentir fome demais.

Caminhadas e academia
Nos primeiros cinco meses de mudança de hábitos, Beatriz fez apenas um controle alimentar, pois cumpria um plantão de 12h por dia no trabalho e, à noite, estudava para um concurso público. A atividade física, então, ficava restrita a caminhadas de 40 minutos aos finais de semana, em uma praça perto de casa.

Passada essa fase, em janeiro a enfermeira se matriculou na academia, aonde vai de segunda a sexta, durante 1h, e faz exercícios aeróbicos e musculação.

“A diferença de um mês para cá foi gigante. Ganhei fôlego, resistência e posso subir uma escada ou ladeira sem cansar”, diz.

Beatriz carnaval (Foto: Arquivo pessoal)Beatriz realizou um sonho e cortou o cabelo neste
carnaval, após perder 41 kg (Foto: Arquivo pessoal)

Roupas, cabelo e até o pé menores
Ao chegar aos 65 kg em 1,60 m de altura, Beatriz encurtou as roupas e os cabelos, um sonho antigo.

“Sempre quis ter cabelo curto, mas tinha medo de ficar com o rosto muito redondo”, ressalta.

Os vestidos também perderam pano no comprimento e nas laterais: “Antes, eu só usava batas e coisas largas. Passei de uma calça 54 para 42 e de uma blusa GGG para M. Até meu pé diminuiu, porque era inchado. Mudei do número 38 para o 37”, revela.

A enfermeira doou todo o guarda-roupa antigo para instituições de caridade e ainda está comprando peças novas. Vai esperar renovar por completo quando perder mais 5 kg – seu objetivo final.

O único senão da perda de peso foi a flacidez nos braços, abdômen, mamas e parte interna da coxa, que Beatriz pretende um dia corrigir com cirurgia plástica.

Sempre quis ter cabelo curto, mas tinha medo de ficar com o rosto muito redondo"
Beatriz Quirino

Vida nova
A reeducação da enfermeira mudou por completo a forma como ela vê os alimentos. “Sempre idolatrei a comida, achava a coisa mais gostosa do mundo. Minhas recompensas por notas boas na escola ou favores aos meus pais sempre eram com isso”, conta.

Ela agora não perde mais oportunidades como acontecia na infância e na adolescência, como a vez em que deixou de ir a uma viagem com a turma do ensino médio por vergonha de usar roupa de banho.

Além da transformação física, as pessoas perceberam uma melhora no humor de Beatriz. “Estou mais tranquila, engraçada. Sempre fui extrovertida, mas sentia vergonha de me aproximar de pessoas estranhas. Ganhei autoconfiança”, destaca.

Beatriz antes e depois 2 (Foto: Arquivo pessoal)Beatriz e Wander juntos em agosto de 2011e, à direita, na virada do ano (Foto: Arquivo pessoal)

O sentimento de inferioridade e desvantagem em relação aos outros acabou, e o apoio da família e do namorado, Wander – que está com Beatriz há dois anos e meio –, foi fundamental nesse processo.

“Todo obeso é uma bomba prestes a explodir. Meu pai é hipertenso, meu avô diabético e há vários casos de problema de peso na minha família. Hoje, tenho orgulho das minhas fotos e quero incentivar todos gordinhos do Brasil a saber que sempre tem uma saída. Apesar de podermos ser lindos independentemente do peso, a saúde tem que estar em primeiro lugar”, completa.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Toda menina tem um fogãozinho inventado, umas xícaras de plástico e uma vassourinha. Toda menina brinca de boneca, cozinha comidinha imaginária e faz uma casinha na sala. Toda menina sonha, em um dia, ter tudo isso de verdade. Aí, isso acontece. Você cresce, compra uma casinha de tijolos, o fogãozinho de brinquedo passa a funcionar, as xícaras são de porcelana... E aí, o que fazer? Ser dona de casa realmente foge de todos os sonhos de meninice que a gente tem, principalmente quando é permeado de tantas lutas,mas por outro lado, a constituição de uma família não tem preço.
Amo demais a minha família e por mais que a vida depois do sonho não seja assim tão encantadora, não a troco por fantasia nenhuma.
"Eu cresci agora, sou mulher, tenho que encarar com muita fé".

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

mais um dia...

Mais um dia e tudo tranquilo, sem falar é claro na dor de cabeça que senti o dia inteiro. Associo a mudança na alimentação.
Não fiz hoje as comprinhas, mas amanhã não passa, pois estou sem muitas opções.

O que não posso mesmo é perder o foco!!!


terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Balanço do primeiro dia...

Para um primeiro dia oficialmente de regras na alimentação, foi tudo tranquilo. Frutas, suquinho, horário certinho, nada de refrigerante, massas ou doces.
Amanhã farei umas comprinhas como leite desnatado, barrinhas de cereais, biscoitinhos água e sal, pois como fico fora de casa tenho que ter umas opções para não cair nas tentações que encontro pela rua.
Estava no curso toda preparadinha para tomar meu copinho de leite quando chegasse, foi então que me deu maior desespero, minha mãe me liga e diz que queria saber que horas eu iria passar lá para pegar meu filhote, pois estava querendo comprar uma pizza, nossa quase morri, disse que não precisava e ela disse que não tinha nada para comer e seria isso, logo imaginei :"eis meu primeiro de muitos desafios", mas como chegou visita e ela não saiu logo para comprar a padaria fechou e fechei a noite com meu copinho de leite com biscoito, ela e meu filho não devem ter gostado muito, mas eu amei!rsrsrs
Agora tomarei um banho bem demoradinho, um chazinho de hortelã e cama!!

Primeiros passos...

Fui ontem a uma consulta com um cirurgião, conversei com a mulherada na sala de espera e cada vez mais me empolgo com a possibilidade de regenerar meu abdômem, gostei muito dos resultados.
Pelas conversas vi que dará para encarar financeiramente, até porque parcela em muitas vezes, mas terei que emagrecer 10 kg, pois preciso ficar com IMC = ou < que 30.
Não o achei muito atencioso, sabe, apesar de já ter ido sabendo disso. Tive que fazer um interrogatório, mas o importante é saber que é um profissional sério, qualificado e que trabalha muito bem. Vou a outros médicos, pesquisando pra saber qual me deixará mais confortável, pois para fazer com esse terá que ser em outra cidade e isso pode ser um inconveniente e tal,mas
nessa pesquisa vou pesando os prós e contras e onde me for mais seguro e conveniente, encaro... enquanto isso vou pra academia, fechar a boca e fazer uns pactes de drenagem que dizem ajudar bastante e pretendo fazer na metade desse ano( julho,talvez agosto), cansei dessa pançona aqui e como sempre falei "vou meter a faca nela" e será esse ano!!
Enquanto isso vou caminhando ao emagrecimento e acredito que isso será uma grande motivação para retornar com todo gás e força de vontade. Preciso muito de toda ajuda possível, estímulo, bronca, etc.

E por aqui eu recomeço...



quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Depois de uma semaninha de folga na praia com minhas irmãs, de volta a realidade cá estou eu. E está pintando aquela empolgação para controlar a alimentação para perder peso, afinal aproveitei bastante a praia, mas sempre me sentindo um buxo. Mas é muito chato isso, quando penso em regrar a alimentação me dá uma fome louca, segunda foi perfeito, ontem tranquilo e hoje enfiei o pé na jaca...
Semana que vem termina meu curso técnico e vou encarar a academia. Está surgindo uma oportunidade de fazer pós em Gestão, mas queria dar um tempo nesse lance de estudar, mesmo sabendo que é um "mau" necessário.Preciso tornar a atividade física um hábito em minha vida, mas sempre paro, que saco!!
A casa está de perna pro ar e preciso de ânimo para encarar, amanhã sem falta rola!
Muita dor de cabeça, vou tomar um chazinho e deitar pq encarar jogo não é comigo!