sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Aconteceu comigo!

Achei que não fosse acontecer, mas aconteceu. Pensei que não fosse capaz de sentir, mas senti.
Tô certa que estou viva, pronto, pode parar...não preciso mais continuar nessa agonia!
Se tivesse sido compartilhado, se todos os combinados tivessem acontecido, se não tivesse feito papel de boba, de repente não iria querer parar, mas fiz! E nada aconteceu...
Eis que me surge um deslize, uma abertura e desarmada pude me entregar. Poderia ter tirado proveito da situação, ter me divertido, ter curtido e não ter me envolvido, como sempre foi, mas para te mostrar que não queria te ver sofrer me entreguei, fechei os olhos e me lancei e quando acordei você não estava lá, olhei para os lados e também não te encontrei...suspirei, esperei e meio que desnorteada percebi que estive sozinha ali o tempo todo e hoje, mesmo com o fundinho de esperança de ainda olhar para atrás e te ver tentando me alcançar caminho lentamente, quase me arrastando em direção do tempo, porque sei que nesse momento só ele será meu amigo.